Paróquia São João Nepomuceno (Nepomuceno /MG)

paroquia-Sao-Joao-de-Nepomuceno-Forania-Beato-Pe-Victor 

O nome Nepomuceno procede de Nepomuk, uma cidade de Boêmia, na República Checa. A capela ali erguida é a do ano de 1776, quando foi feito o primeiro batizado pelo vigário José da Costa Oliveira. Pela Lei Mineira de 11 de setembro de 1831, a localidade foi contemplada com o título de Distrito e incorporada a Lavras. E, pela Lei de n° 209, e de 7 de abril de 1841, foi declarada Paróquia.

 

Criada em 07/04/1841

Comunidades Rurais: 23

Comunidades Urbanas: 05

Rua Professor Pimenta da Veiga, 77- Centro

Fone/Fax: 35 3861-1414

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Páraco: Pe. Ednaldo Barbosa

Vigário Paroquial: Pe. Allysson Luiz Paganelli Lage

Paróquia Nossa Senhora Aparecida (Ilicínea/MG)

 

ilicinea

 

Chamou-se,primeiramente, Congonhas do Aguapé e Congonhas da Boa Esperança, designativo da paróquia de onde era filial. O nome Congonhas é um gênero das ilicíneas. No ano de 1874, a população movimentou-se para a construção de uma Igreja e fez seguir um abaixo-assinado ao Sr.Bispo de Mariana, no sentido de alcançar de S.Excia. a necessária permissão. Naquele requerimento invocou-se a distância de Congonhas a Guapé - cinco léguas, - a Dores de Boa Esperança - seis léguas – e especificou-se que na “ povoação existem mais de cinqüenta casas habitadas, e mais de quatrocentas pessoas”. Chegou a licença diocesana, e a população empenhou-se no levantamento do templo. Pela Lei Mineira de 15 de novembro de 1875, foi elevada a Distrito. Por outra Lei Mineira de n° 3.150, de 18 de outubro de 1883, foi distinguida com o título de Paróquia. A instituição Canônica, porém muito demorou, apesar dos insistentes pedidos para urgência dessa medida. Nesse sentido, chegaram à sede do Bispado muitos abaixo-assinados, nos anos de 1886, 1896, 1902, sem que se concretizasse a aspiração popular. Bem mais tarde, a 2 de maio de 1905, é que foi reconhecida, canonicamente, pelo Bispado a criação da paróquia. Motivo principal da demora: a falta de padres para provê-la convenientemente.

 

Criada em 18/10/1883

Comunidades Rurais: 19

Comunidades Urbanas: 05

Praça Pe. João Lourenço Leite, 101

Fone: 35 3854-1262

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pároco: Pe. Ilídeo Coelho

Vigário Paroquial: Monsenhor Benedito Domingues de Paula

Paróquia São Francisco de Assis (Guapé/MG)

guape

A localidade aparece pela primeira vez em documento em 1759. O nome Guapé lembra a existência de plantas aquáticas que “medram a superfície das águas dos lagos e pantanais e que unindo-se e apresilhando-se, formam seguro estendal que sustenta até um homem deitado sobre ele”. Bem mais antiga, porém, é a existência da localidade. Aparece,pela 1ª vez, em documento de 1759, quando o Padre João Corrêa de Melo, vigário dos Novos Descobertos do Campo Grande e suas Conquistas, toma posse eclesiasticamente, para o Bispado de Mariana, “das terras do Rio Grande, do Aguapé até a barra do Sapucaí”. Esse território até então, em vista de não ser identificado, pertencia ao Bispado de São Paulo,no que foi necessária a intervenção marianense para recuperá-lo. Assinala o Prof.Waldemar de Almeida Barbosa que “a capela primitiva, em torno da qual se formou o povoado, foi fundada em 1825, como filial de Boa Esperança, e foi confirmada em 1826”, segundo Livro de Lotação das Freguesias do Bispado de Mariana.

 

Criada em 29/05/1856

Comunidades Rurais: 21

Comunidades Urbanas: 04

Praça Dr. Passos Maia, 20

Fone: 35 3615-0054 e 991275062

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pároco: Pe. Francisco Ramos de Souza

Vigário Paroquial: Luiz Henrique Moreira da Silva

 

​ 

Paróquia Nossa Senhora do Rosário (Córrego do Ouro/MG)

 

corrego do ouro


Rios volumosos, uma densa rêde de cursos d'água , como o rio Grande e seus afluentes, Rio-das-Mortes , Rio Sapucaí (hoje represa de Furnas), e o Rio Verde favoreceram a chegada dos primeiros habitantes da nossa região, a vegetação, as terras férteis e bem aparelhada pela natureza, formaram um conjunto de circunstâncias muito faroráveis ao estabelecimento das primeiras famílias, com o objetivo principal de criar o gado vacum para suprir a necessidade de carne bovina que era a base da alimentação das regiões mineradoras Ouro Preto, São João Del Rey entre outras, através do gado vivo ou pela produção de carne seca.

E assim  lentamente, surgiram os primeiros  arraiais como o da "Nossa Senhora do Rosário do Córrego do Ouro" , a região Sul de Minas Gerais começou a ser mais densamente povoada a partir da década de 1740, a Oeste do Rio Sapucaí. José Pires Monteiro descobre ouro na margem esquerda do Sapucaí, em 1746, Francisco Martins Lustosa é nomeado guarda-mor regente das descobertas do ouro e da região do Sapucaí, a primeira formação administrativa datou de 1798, quando da instalação da Vila da Campanha da Princesa da Beira, atual cidade de Campanha.

Elevado a distrito pela lei nº 1473, de 9 de julho de 1868, e a paróquia, em 1º de dezembro de 1873, pela lei nº. 2002, art. 6º, sancionadas pelo Presidente da Província de Minas Gerais. Fazia parte do município de Três Pontas. O primeiro vigário da paróquia foi o Padre Manuel Esteves Balanzuela Lira. Os primeiros habitantes do arraial, foram Miguel Corrêa Lourenço, Job Alves de Figueiredo, Joaquim Antônio de Souza Paiva e Antônio Alves de Figueiredo, são considerados seus fundadores.

O doador do terreno, para edificação da igreja, foi o Alferes Job Alves de Figueiredo, natural de Dores da Boa Esperança. Córrego do Ouro desmembrou-se do município de Três Pontas, passando a jurisdição de uma vila próxima que fica no pé da serra. A padroeira do povoado é Nossa Senhora do Rosário, razão por que ficou conhecido por "Nossa Senhora do Rosário de Córrego do Ouro", até que a lei nº 843, de 7 de setembro de 1923, mudou o topônimo para Córrego do Ouro.

(Vander Martins - PUC/Campinas) 

 

O BRASÃO

 

(desenho: Willian Damasceno)

 

brasocrregodoourop.jpg 

O Escudo com um Rosário na cor azul do escudo lembra o manto da Virgem Maria, o céu e também tudo o que é divino. A recitação do Rosário da Virgem Maria que estamos no caminho certo para o céu e mais próximos do seu Divino Filho, Jesus. Este Rosário, presente em destaque lembra a devoção que desde o início do povoado faz parte da história, fé e devoção do povo à Nossa Senhora do Rosário. Os detalhes do escudo são dourados, lembrança do Ouro que foi encontrado na região e que contribuiu no nome do distrito.

Em um desses enfeites, inferior ao escudo, temos a indicação do ano da instalação da Paróquia. Abaixo, encontramos a faixa e os enfeites laterais do Brasão, formado por dois galhos de café, símbolo de uma comunidade que vive da cultura da terra e tira do café o seu sustento. O "Ouro Dourado" que deu lugar ao "Ouro Verde". Na faixa, o nome de nossa paróquia e sua localização: Paróquia Nossa Senhora do Rosário, Córrego do Ouro, Minas Gerais; e logo abaixo, nossa Diocese: Diocese da Campanha. A Cruz, sinal dos cristãos, está acima de todos os símbolos do Brasão; é nossa identidade de Igreja, que tudo faz "por Cristo, com Cristo, em Cristo".

 

Criada em 01/10/1873

Comunidades Rurais: 06

Comunidades Urbanas: 03

Rua do Comércio, 19– Centro

Fone: 35 3853-5097

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Administrador Paroquial: Pe. Mateus Arantes da Silva

 

Paróquia Divino Espírito Santo (Coqueiral/MG)

 

coqueiral

A localidade, sob o patrocínio do Divino Espírito Santo, teve os nomes de Sertão, Sapé e Coqueiros. Pertenceu eclesiasticamente à jurisdição de Lavras e foi fundada por volta do ano de 1767. Alguns garimpeiros sertanistas chegaram ao local e ali fizeram seu primeiro acampamento.

Criada em 18/05/1855

Comunidades Rurais: 14

Comunidades Urbanas: 03

Rua Pedro Botelho, 94

Fone/Fax: 35 3855-1219

Casa Paroquial: 3855-1219

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pároco: Pe. Benedito Aluísio Ferreira

Sky Bet by bettingy.com