liturgia-diaria
branco1px
Fevereiro 2024
D S
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29
branco1px
Sexta-feira 15 Dezembro 2023
  • 2ª Semana do Advento

    Leituras:

    Is 48,17-19

    Sl 1,1-2.3.4 e 6 (R. cf. Jo 8,12)

    Mt 11,16-19

    PRIMEIRA LEITURA

    Ah! se tivesses observado os meus mandamentos!

    Leitura do Livro do Profeta Isaías 48,17-19

    17 Isto diz o Senhor,
    o teu libertador, o Santo de Israel:
    "Eu, o Senhor teu Deus, te ensino coisas úteis,
    te conduzo pelo caminho em que andas.

    18 Ah, se tivesses observado os meus mandamentos!
    Tua paz teria sido como um rio
    e tua justiça como as ondas do mar;

    19 tua descendência seria como a areia do mar
    e os filhos do teu ventre como os grãos de areia;
    este nome não teria desaparecido
    nem teria sido cancelado de minha presença".
    Palavra do Senhor.


    Salmo responsorial
    Sl 1,1-2.3.4 e 6 (R. cf. Jo 8,12)

    R. Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida.

    1 Feliz é todo aquele que não anda*
    conforme os conselhos dos perversos;
    que não entra no caminho dos malvados,*
    nem junto aos zombadores vai sentar-se;

    2 mas encontra seu prazer na lei de Deus*
    a medita, dia e noite, sem cessar.
     R.

     

    3 Eis que ele é semelhante a uma árvore,*
    que à beira da torrente está plantada;
    ela sempre dá seus frutos a seu tempo, †
    e jamais as suas folhas vão murchar.*
    Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.
     R.

     

    4 Mas bem outra é a sorte dos perversos. †
    Ao contrário, são iguais à palha seca*
    espalhada e dispersada pelo vento.

    6 Pois Deus vigia o caminho dos eleitos,*
    mas a estrada dos malvados leva à morte.
     R.


    Aclamação ao Evangelho

    R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
    V. O Senhor há de vir, acorrei-lhe ao encontro;
        é o Príncipe da paz.


    EVANGELHO

    Não ouvem nem a João nem ao Filho do Homem.

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus 11,16-19


     

    Naquele tempo, disse Jesus às multidões:

    16 "Com quem vou comparar esta geração?
    São como crianças sentadas nas praças,
    que gritam para os colegas, dizendo:

    17 'Tocamos flauta e vós não dançastes.
    Entoamos lamentações e vós não batestes no peito!'

    18 Veio João, que não come nem bebe,
    e dizem: 'Ele está com um demônio'.

    19 Veio o Filho do Homem, que come e bebe,
    e dizem: 'É um comilão e beberrão,
    amigo de cobradores de impostos e de pecadores'.
    Mas a sabedoria foi reconhecida com base em suas obras".
    Palavra da Salvação.

    Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
    © Todos os direitos reservados.

     

    Após ter respondido o questionamento de João Batista que já se encontrava na prisão, sobre a sua trajetória messiânica, Jesus disse a multidão: “A quem hei de comparar esta geração”? (v.16). E Ele mesmo responde que é semelhante a crianças que na pureza de seus corações não são capazes de observar, vivenciar a maldade da humanidade. Questionamos tudo, desobedecemos a todo instante, principalmente os preceitos do Criador. Jesus relata a falta de atenção ou infantilidade em nossas condutas: “João veio; ele não bebia e não comia, e disseram: Ele está possesso de um demônio. O Filho do Homem vem, come e bebe, e dizem: É um comilão e beberrão ,amigo dos publicanos e dos devassos”. Senhor, Pai de infinita misericórdia, concedei-nos assemelhar a pureza de uma criança, porém, amadurecidos na fé pelo Espírito Santo, sendo assim, poder justificar, louvar e agradecer ao Senhor através da Sua sabedoria.

     

    Diácono Vitor Donizeti Cândido

    Paróquia São José – Varginha/MG

Sky Bet by bettingy.com