liturgia-diaria
branco1px
Fevereiro 2024
D S
1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29
branco1px
Sexta-feira 26 Maio 2023
  • São Filipe Néri, presbítero, Memória

    7ª Semana da Páscoa

    Leituras:

    At 25,13b-21

    Sl 102(103),1-2.11-12.19-20ab (R. 19a)

    Jo 21,15-19

    PRIMEIRA LEITURA

    Jesus que já morreu, mas que Paulo afirma estar vivo.

    Leitura dos Atos dos Apóstolos 25,13b-21

     

    Naqueles dias,

    13b o rei Agripa e Berenice chegaram a Cesareia
    e foram cumprimentar Festo.

    14 Como ficassem alguns dias aí,
    Festo expôs ao rei o caso de Paulo, dizendo:
    "Está aqui um homem
    que Félix deixou como prisioneiro.

    15 Quando eu estive em Jerusalém,
    os sumos sacerdotes e os anciãos dos judeus
    apresentaram acusações contra ele
    e pediram-me que o condenasse.

    16 Mas eu lhes respondi
    que os romanos não costumam entregar um homem
    antes que o acusado
    tenha sido confrontado com os acusadores
    e possa defender-se da acusação.

    17 Eles vieram para cá
    e, no dia seguinte, sem demora,
    sentei-me no tribunal e mandei trazer o homem.

    18 Seus acusadores compareceram diante dele,
    mas não trouxeram nenhuma acusação de crimes
    de que eu pudesse suspeitar.

    19 Tinham somente certas questões
    sobre a sua própria religião
    e a respeito de um certo Jesus que já morreu,
    mas que Paulo afirma estar vivo.

    20 Eu não sabia o que fazer para averiguar o assunto.
    Perguntei então a Paulo
    se ele preferia ir a Jerusalém, para ser julgado lá.

    21 Mas Paulo fez uma apelação
    para que a sua causa fosse reservada
    ao juízo do Augusto Imperador.
    Então ordenei que ficasse preso
    até que eu pudesse enviá-lo a César".
    Palavra do Senhor.


    Salmo responsorial
    Sl 102(103),1-2.11-12.19-20ab (R. 19a)

    R. O Senhor pôs o seu trono lá nos céus.


    Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia.

    1 Bendize, ó minha alma, ao Senhor, *
    e todo o meu ser, seu santo nome!

    2 Bendize, ó minha alma, ao Senhor, *
    não te esqueças de nenhum de seus favores!
     R.

     

    11 Quanto os céus por sobre a terra se elevam, *
    tanto é grande o seu amor aos que o temem;

    12 quanto dista o nascente do poente, *
    tanto afasta para longe nossos crimes.
     R.

     

    19 O Senhor pôs o seu trono lá nos céus, *
    e abrange o mundo inteiro seu reinado.

    20a Bendizei ao Senhor Deus, seus anjos todos, *

        bvalorosos que cumpris as suas ordens. R.

     

    Aclamação ao Evangelho
    Jo 14,26

    R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
    V. O Espírito Santo, o Paráclito,

        haverá de lembrar-vos

        de tudo o que tenho falado.

    EVANGELHO

    Apascenta os meus cordeiros.
    Apascenta as minhas ovelhas.

    Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 21,15-19

     

    Jesus manifestou-se aos seus discípulos

    15 e, depois de comerem, perguntou a Simão Pedro:
    "Simão, filho de João,
    tu me amas mais do que estes?"
    Pedro respondeu:
    "Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo".
    Jesus disse: 

    "Apascenta os meus cordeiros".

    16 E disse de novo a Pedro:
    "Simão, filho de João, tu me amas?"
    Pedro disse:

    "Sim, Senhor, tu sabes que eu te amo".
    Jesus disse-lhe: 

    "Apascenta as minhas ovelhas".

    17 Pela terceira vez, perguntou a Pedro:
    "Simão, filho de João, tu me amas?"
    Pedro ficou triste,
    porque Jesus perguntou três vezes se ele o amava.
    Respondeu: 

    "Senhor, tu sabes tudo;
    tu sabes que eu te amo".
    Jesus disse-lhe: 

    "Apascenta as minhas ovelhas.

    18 Em verdade, em verdade te digo:
    quando eras jovem,
    tu te cingias e ias para onde querias.
    Quando fores velho,
    estenderás as mãos e outro te cingirá
    e te levará para onde não queres ir".

    19 Jesus disse isso,
    significando com que morte

    Pedro iria glorificar a Deus.
    E acrescentou:

    "Segue-me".
    Palavra da Salvação.

    Conferência Nacional dos Bispos do Brasil
    © Todos os direitos reservados.

     

    Por que Jesus interpela Pedro por três vezes quanto a ele o amar, a ponto de Pedro se entristecer e ser enfático na terceira resposta? “Senhor, tu sabes tudo”. Existe a interpretação de que tenha sido em razão das três negações de Pedro quando da prisão de Jesus. Entretanto, quero conduzir nossa pequena reflexão por outro caminho. Os números na cultura hebraica e, consequentemente nas Escrituras, são mais do que quantidades. Eles têm sentido representativo e, no caso, o número três significa Totalidade. Apenas à guisa de exemplo: Deus é três: Pai, Filho, Espírito Santo; Noé teve três filhos; Abraão recebeu a visita de três anjos; Jonas ficou três dias no ventre da Baleia; foram três os magos vindos do Oriente; Jesus foi tentado três vezes; Jesus ressuscitou ao terceiro dia, e poderíamos construir uma longa lista. Mas, o que quero dizer é que, as três vezes que Jesus interroga Pedro podem ser entendidas no sentido da totalidade do amor que se deve ter em relação a Cristo, e isso não só àqueles que são chamados ao serviço ministerial ordenado, mas a todos nós: amor total, incondicional, sem reservas, inteiro, capaz de tudo, até do sacrifício da própria vida.

    Diác. Marcelo Peterle Pereira Dantas

    Paróquia N. Sra. dos Remédios – Caxambu/MG

Sky Bet by bettingy.com