Paróquia São Tomé (São Thomé das Letras/MG)

 

sao thome

A Serra das Letras é conhecida desde tempos imemoriais. Os hieróglifos, segundo a lenda do lugar, vem de São Tomé, ele (ou sua imagem) permaneceu ali por muito tempo e, ao sair da gruta, deixou aquelas inscrições, ou letras. As figuras alegóricas são também atribuídas aos índios que perambulavam pela região. O Padre Francisco Álvares Torres é pois, o afamado padre jesuíta que dera nome ao lugar; foi aquele que procurou na Serra das Letras um lugar mais próximo de Deus, na contemplação das maravilhas da natureza. Realmente, ao lado do admirável belvedere daqueles píncaros, pode-se apreciar uma vegetação singular e abundante, composta especialmente de orquídeas e de cactos que se casam nos interstícios das rochas fincadas no solo. Foi a pedido do Padre Francisco que a autoridade diocesana concedeu a licença a 9 de março de 1770.

 

Criada em 09/03/1840

Comunidades Rurais: 11

Comunidades Urbanas: 01

Praça Barão de Alfenas, 70

Fone: 35 3237-1233

Casa Paroquial: 35 3237-1101

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Administrador Paroquial: Pe. Robson Antônio Leite

Paróquia São Bento (São Bento Abade/MG)

 

sao bento abade

No ano de 1749, o Pe.Bento Ferreira de Toledo, veio residir em uma das extensas campinas, por ele batizadas com o nome de Deserto Dourado, Campo Formoso, Campo Belo, na Paróquia de Nossa Senhora da Conceição das Carrancas. No século XIX o local passou a ser denominado Eremita, hoje São Bento Abade. O mencionado padre, figura respeitável pelos seus muitos méritos, teve vida longa, pois faleceu em 1784, com solene testamento, depois de ter desenvolvido um apostolado fecundo junto à classe menos favorecida pela sorte, ora a batalhar pela causa da Igreja, ora pela cultura do solo. É que de há muito, para maior facilidade de seu ministério, obtivera privilégio de Atar Portátil, podendo, assim, administrar os sacramentos em benefício dos fiéis.

 

Criada em 24/07/1957

Comunidades Rurais: 03

Comunidades Urbanas: 04

Av. Miguel Nassar, 29

Fone: 35 3236-1264

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Administrador Paroquial: Pe. Joaquim José Soares

Paróquia Nossa Senhora do Carmo (Carmo da Cachoeira/MG)

nossa senora do carmo - carmo da cachoeira

A fundação do lugar é do início do século XIX. Teve seu começo na Fazenda do Maranhão. Foi o Capitão Valentim José da Fonseca quem levantou a Primeira Ermida, que passou a ser conhecida com o nome de Carmo do Maranhão, em vista da padroeira N.Sra. do Carmo.Crescendo a população, nada mais justo que aspirarem os moradores ao título de Paróquia, o que foi efetuado pela Lei Mineira de n° 805, a 3 de julho de 1857.

 Criada em 03/07/1853

Comunidades Rurais: 13

Comunidades Urbanas: 07

Praça do Carmo, 350

Fone/Fax: 35 3225-1244

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Administrador Paroquial: Pe. José Procópio Júnior

Vigário Paroquial : Wellington Franklin Gomes

Paróquia São Sebastião (Cambuquira/MG)

sao sebastiao - cambuquira

O nome de Cambuquira vem de longe. Já aparece desde 1829 no registro de um escravo de Antônio José Rodrigues, que era cognominado “ o cambuquira”. Esse apelido teria passado à família e aproveitado, a seu tempo, para servir de topônimo. Com o ofício da Câmara à autoridade do Estado, foram logo divulgadas as virtudes da água miraculosa, donde o fluxo de enfermos de várias enfermidades. No ano seguinte, 1861,  para todos os efeitos já eram conhecidas oficialmente com o nome de Cambuquira. É que a Câmara Campanhense, que sempre cuidou de seus munícipes, tinha mandado para exame ao Presidente da Província uma “caixa com águas do Distrito do Lambari e do Cambuquira”. Perto da localidade, a uma distância de 3 quilômetros, existe ainda a Fonte do Marimbeiro, à margem do Ribeirão Barreirinho. É água ferruginosa bicarbonatada, de sabor agradável.

 

Criada em 30/12/1882

Comunidades Rurais: 07

Comunidades Urbanas: 08

Alameda Padre Joel, 99

Fone/Fax: 35 3251-1549 e 98404-1381

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Pároco: Pe. Joaquim Geraldo Azevedo

PARÓQUIA SAGRADA FAMÍLIA (TRÊS CORAÇÕES/MG)

matriz-tres-coracoes

 

Um dos primeiros moradores do lugar foi o Capitão Tomé Martins da Costa, português, natural da freguesia de Santo Antônio do Sobrado de Valongo. Devoto de São José, dedicou-lhe a Ermida de São José do Rio Verde (1760), a primeira que teve o santo patriarca em todo o sul de Minas. Foi elevada a paróquia em 1832 pelo então Regente do Império, Padre Diogo Antônio Feijó. O Pe. Joaquim Dias de Barros foi substituído pelo Pe. Antônio José dos Santos, talvez o maior benemérito do lugar, no século passado. Foi o último capelão e primeiro pároco, tendo ali despendido energias no espaço de 31 anos (1806 a dezembro de 1837). Lê-se que uma sua informação, prestada ao Bispado de Mariana a 2 de novembro de 1833: “E como fui o criador, neste lugar, do templo, ornamentos, alfaias para fazer pomposa (em pequeno ponto) esta Igreja... e também criador no Temporal de um Arraial, que muito se tem aumentado; aceitei o ser pároco para criar esta nova freguesia”.

 

Criada em 14/07/1832

Comunidades Urbanas: 04

Rua Coronel Demétrio, 10 – Centro

Fone/Fax: 35 3231-3489

E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Facebook.com/sagradafamiliatc

Pároco: Pe. Alex José Adão

Vigário Paroquial: Pe. Francisco de Assis Carvalho

Auxiliar Paroquial: Pe. Alzir Sales Coimbra

Sky Bet by bettingy.com