Dom Tarcísio Ariovaldo Amaral, CSSR (4° Bispo Diocesano 1984 a 1991)

        O 4º Bispo Diocesano da Campanha foi paulista Dom Tarcísio Ariovaldo Amaral. Seu lema brasonário é Sincut qui ministrat – tal qual um servido ( S. Lucas, XXXII, 27).

        Nasceu S. Excia. Na cidade de Tabatinga, no estado de São Paulo, a 23-12-1919. Fez seus estudos na cidade natal, depois ingressando na Congregação Redentorista, então estudando em Aparecida (anos de 1930/7), tendo cursado Filosofia e Teologia em Aparecida e em Tietê (1937/43) Direito Canônico e Civil (1947/51), doutorando-se na Universidade Lateranense de Roma (1947/51). Foi ordenado presbítero em 1943, a 1º de agosto.

        Por algum tempo foi Vigário Cooperador e Jornalista (1944/47), Professor de Direito Canônico e de Sociologia e Reitor do Seminário Maior de Tietê (1951/61), Conselheiro Geral e Procurador da Congregação (1963/67), Superior Geral dos Padres Redentoristas em Roma (1967/73), Diretor da Editora e Santuário em Aparecida (1974), Membro da Equipe de Formação da Congregação (1976). Consultor da Comissão de Revisão do Código de Direito Canônico (1963/77), Membro do Sínodo dos Bispos (1971), Membro do Celam etc.

        Nomeado Bispo Diocesano de Limeira, no estado de São Paulo, a 29-04-1976, foi sagrado Bispo a 25-08-1976. Foi o 1º Bispo Diocesano de Limeira, no que teve de muito lutar para a organização do Bispado, de seu Patrimônio, de suas Escolas, associações e entidades diversas. A 14-01-1984 foi transferido daquele Bispado para o da Campanha, na qualidade de Bispo Diocesano.

        No seu profícuo governo da Diocese, visitou pastoralmente todas as paróquias e levou a bom termo muitas frentes de trabalho, assim fazendo crescer a Diocese sob diversos aspectos.

        Por motivo de saúde, teve que renunciar a direção do Bispado, no ano de 1991. Após, a renúncia foi residir em Aparecida, São Paulo, no convento dos Padres Redentoristas, onde exerceu o ministério e o magistério junto de seus confrades.
 
 
 
 

​ 

Sky Bet by bettingy.com